1.9.15

REAJUSTE DO PREÇO DO GÁS DE COZINHA COMEÇA A VALER NESTA TERÇA-FEIRA

Do G1, em São Paulo
O preço do botijão de gás sofrerá reajuste a partir desta terça-feira (1º). A Petrobras informou na véspera que reajustará os preços de gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado em botijões de até 13 kg (GLP P-13).

Segundo nota enviada à imprensa, a alta média será de 15%.

Segundo a Petrobras, este é o primeiro aumento do preço do gás de cozinha desde dezembro de 2002.

Em nota divulgada na sexta-feira (28), o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) havia informado que haveria o aumento, sem precisar de quanto seria.

De acordo com o Sindigás, o presidente da Sergás (sindicato das revendedoras), Robson Carneiro dos Santos, afirma que o reajuste será repassado ao consumidor. “Não tem como segurar o preço final por muito tempo porque os nossos custos também subiram muito”, afirmou, segundo nota divulgada no site do sindicato.


30.8.15

CALOTE DO GOVERNO PÕE CHEFES MILITARES NO SERASA


Comandantes de unidades das Forças Armadas são as mais recentes vítimas dos calotes do governo Dilma. 
É que a falta de pagamento ameaça a sobrevivência de fornecedores, que, como forma de pressão, negativam comandantes que assinaram contratos de fornecimento de materiais, inclusive comida. 
Só na área do Rio de Janeiro, estima-se que o beiço das Forças Armadas na praça ultrapassa R$ 200 milhões.
Crediário vetado
Os comandantes das unidades militares federais só descobrem que estão inscritos no Serasa quando tentam fazer algum crediário.

Dados completos
Contratos de fornecimento são assinados pelos comandantes em nome das Forças Armadas, e neles constam todos os seus dados pessoais.

Dano moral
Um comandante contou à coluna, que, impedido pelo Serasa de financiar a casa própria, decidiu processar o governo por dano moral.

Diz que não estou
Jaques Wagner (Defesa) calou. A assessoria pediu “casos específicos” de comandantes negativados. Mas a coluna não entrega suas fontes.



27.8.15


FESTA DE ANIVERSÁRIO SINDFOGO 2015 ACONTECE EM SETEMBRO


Paulo César, presidente nacional do Sindfogo


Os sócios e autoridades estão sendo convidados, para  celebrar  os 112º anos de aniversário do Sindicato Nacional dos Marinheiros e Moços de Máquinas, que será comemorado no dia 26 de setembro, em Santo Aleixo, Magé, quando será celebrada uma missa de ações de graças, com início às 10:30hs.  e, em sequência todos serão convidados para saborear um delicioso churrasco e bebidas variadas.

Para melhor organização do evento, retire o seu CONVITE para a festa na secretaria do SINDFOGO até o dia 18 de setembro.

Serão disponibilizados conduções para os associados que necessitarem.

26.8.15

PETROBRAS DEIXA À DERIVA BARCOS DE APOIO A PLATAFORMAS DE EXPLORAÇÃO


Navios fundeados na baía da Guanabara ou em frente à praia de Copacabana a espera de solução

A redução dos investimentos em exploração da Petrobras começa a afetar um segmento que teve crescimento expressivo nos últimos anos: as embarcações de apoio a plataformas de petróleo, usadas para levar mantimentos e prestar serviços especializados às unidades em alto-mar.
No primeiro semestre, a frota do país registrou queda pela primeira vez desde 2000, de 500 para 488 navios —nem todos, porém, estão operando.
Estimativas indicam que de 20 a 25 embarcações estejam paradas por falta de contrato. Os navios ficam fundeados na baía de Guanabara ou em frente à praia de Copacabana à espera de solução.
O setor projeta desempenho ainda pior neste semestre, quando vencem 147 contratos com a petrolífera.
O mercado de barcos de apoio engloba desde navios para o transporte de carga a embarcações tecnológicas usadas para o lançamento de equipamentos submarinos.
A demanda por embarcações está relacionada ao número de plataformas e sondas de perfuração em operação na costa. Cada unidade em alto-mar precisa de 3 a 5 barcos de apoio regularmente.
O mercado sente os efeitos da redução nos investimentos da Petrobras em exploração de novas áreas, que caíram 16% no primeiro semestre, para R$ 4,932 bilhões.
O plano de negócios da companhia para os próximos cinco anos prevê foco no desenvolvimento de novas descobertas, com mais cortes na exploração. Por isso, a expectativa é que grande parte dos contratos próximos ao vencimento não seja renovada.
Fonte: Folha


25.8.15

SINDICATO DOS PORTUÁRIOS REALIZARÁ PLANTÃO JURÍDICO PARA ASSOCIADOS


Associados de Areia Branca também serão beneficiados

O SINPORN estará disponibilizando um plantão jurídico para os filiados, com o assessor jurídico do sindicato, Dr. Lourinaldo Lima, nesta quinta-feira, 27, das 15 às 17 horas, na Sede do Sindicato, na Esplanada Silva Jardim, nº 76 - Ribeira - Natal/RN.

Num primeiro momento, e a título de experiência, o Plantão Jurídico será na base de Natal. Posteriormente, caso exista demandas, o SINPORN deverá promover outro Plantão Jurídico, na Delegacia do Sindicato, na base de Areia Branca-RN. 

DIREITO TRABALHISTA

O objetivo é atender aos associados que, porventura, tenham algum direito trabalhista prejudicado ou negado pela empresa. Por isso, o objetivo do SINPORN e da assessoria jurídica é atender exclusivamente possíveis demandas trabalhistas, tendo em vista que o contrato entre o Sindicato e o advogado é apenas para questões relacionados ao direto do trabalho. 

AGENDAMENTO

Os filiados que estiverem interessados em contatar com o advogado neste dia 27, deverá entrar em contato com Márcio (99943-0222) ou Silvano (99987-4085), ou ainda no telefone do Sindicato 3211-3207 e fazer o devido agendamento.
Fonte: SINPORN



24.8.15

CIAGA FORMA ALUNOS DO CURSO ACOM



Na manhã do dia 20 de agosto, o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), fazendo jus a sua alcunha de "Pulmão da Marinha Mercante Brasileira", realizou a cerimônia de encerramento do curso de Acesso a 2º Oficial de Máquinas (ACOM), formando 28 novos Oficiais da Marinha Mercante. 

O ACOM, realizado em cerca de 9 meses, capacita o profissional condutor de máquinas ou eletricista a exercer funções inerentes ao 2º Oficial de Máquinas representando assim significativa ascensão na carreira. 

Esta é a Marinha do Brasil formando a Marinha Mercante Brasileira!


23.8.15

24 DE AGOSTO DE 1954: O SUICÍDIO DE GETÚLIO VARGAS




Na tragédia "Júlio Cesar" de W. Shakespeare, num primeiro momento, a morte do ditador César é recebida com aplausos mas graças ao discurso de Marco Antônio, seu amigo e seguidor, a multidão muda de lado.

Em pouco tempo os assassinos de César são perseguidos, mortos ou obrigados a fugir.

O mesmo ocorreu após a morte de Getúlio Vargas. Depois de uma reunião ministerial em que verificou-se a inutilidade de qualquer resistência (um manifesto de Brigadeiros foi seguido de um de Generais que pediam sua renúncia), Vargas recolheu-se aos seus aposentos e, na manhã do dia 24 de agosto de 1954, suicidou-se com um tiro no peito.

Seu Marco Antônio foi a Carta Testamento imediatamente lida em todas as rádios onde Vargas explicava de uma maneira extremamente comovente as razões do seu gesto.

A opinião pública enfurecida voltou-se contra seus inimigos. Jornais foram invadidos e rádios incendiadas ou depredadas, a Embaixada americana atacada e Carlos Lacerda obrigado a refugiar-se no exterior.

O golpe que estava em andamento para depor Vargas foi sustado. Um verdadeiro levante de massas impediu que a normalidade constitucional fosse rompida naquele momento. Mas as forças que levaram Vargas ao suicídio em 1954 não desistiram.

Rejeitadas alguns anos depois tornam-se valiosas em 1964. O gesto do presidente protelou o golpe militar em dez anos.





A CARTA TESTAMENTO CARTA



"Mais uma vez, as forças e os interesses contra o povo coordenaram-se novamente e se desencadeiam sobre mim. Não me acusam, insultam; não me combatem, caluniam e não me dão direito de defesa. (...) Tenho lutado mês a mês, dia a dia, hora a hora, resistindo a uma pressão constante, incessante, tudo suportando em silêncio, tudo esquecendo, renunciando a mim mesmo, para defender o povo que agora se queda desamparado. Nada mais posso vos dar a não ser meu sangue. Se as aves de rapina querem o sangue de alguém, querem continuar sugando o povo brasileiro, eu ofereço em holocausto a minha vida. (...) Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História."

22.8.15


TÁBUA DE MARÉ – DOMINGO – 23 DE AGOSTO

PRAIAS DE AREIA BRANCA/RN





MARÉ ALTA – 10:08   Horas – ALTURA – 2.5
Ponta do Mel



MARÉ  BAIXA – 16:15  HORAS – ALTURA – 1.3
Upanema

A 1ª CAPITÃO-DE-CABOTAGEM DO BRASIL



Hildelene Lobato Bahia, de 34 anos, é formada em Ciências Contábeis e se preparava para prestar concurso para o TRT quando decidiu fazer a prova de admissão para oficial da Marinha Mercante, para incentivar um irmão que também se inscreveu no concurso da EFOMM (Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante). Ela foi aprovada, o irmão nunca mais tentou.

Integrante da primeira turma da EFOMM do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), em Belém, a aceitar mulheres em suas fileiras, Hildelene de inicio sofreu uma certa resistência dos colegas, já que estava entrando num universo que no Brasil ainda era de domínio exclusivo masculino.

Já no posto de 1º Oficial de Náutica, assumiu a função de 1º Piloto no Navio-Tanque Lorena BRda Transpetro (PETROBRAS) e desde 2005 a função de Imediato do mesmo navio, sendo a primeira brasileira a atingir esse patamar na carreira de marítimos.

Em solenidade realizada em 20 de agosto de 2008, no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), no Rio de Janeiro, integrando uma turma de 18 alunos do Curso de Aperfeiçoamento para Oficiais de Náutica, destinado a habilitar primeiros oficiais de Náutica a exercerem as funções de Imediato e Comandante, a 1ª Oficial-de-Nautica Hildelene recebeu a Carta de Capitão-de-Cabotagem tornando-se a primeira brasileira a conseguir tal feito. Ela também será alvo de homenagem especial no Centro de Capitães em 17 de setembro de 2008, por ser a primeira Capitã a fazer parte do corpo associado daquela entidade.

O paraninfo da turma foi o Comandante José Menezes, gerente da Inspetoria Marítima da Diretoria de Transporte Marítimo. “Esta turma está fazendo história e quebrando paradigmas. Hildelene conquistou uma medalha de ouro por ter superado os demais, chegando ao posto de primeira capitã-de-cabotagem da Marinha Mercante brasileira”.

O contra-almirante José Carlos Mathias, comandante do Ciaga, também ressaltou a conquista de Hildelene. “O dia de hoje entra para a história da Marinha Mercante do Brasil com o ingresso da primeira mulher brasileira na categoria de capitão-de-cabotagem”.

A oito anos nos quadros da Transpetro (PETROBRAS), serviu, antes do Lorena BR, nos Navios-Tanque Lindóia BR e o Diva, além de ter feito parte da ultima guarnição do Barão de Mauá, que levou o navio para Singapura onde foi entrego a um comprador.

A CCB Hildelene, agora esta devidamente habilitada a exercer a função de Imediato em qualquer navio da nossa Marinha Mercante como a de Comandante em navios de Cabotagem.
Bem-vinda a bordo CCB Hildelene.

Abaixo os quatro navios citados nesse post.


 LORENA


LINDÓIA
 DIVA


BARÃO DE MAUÁ

20.8.15



INCÊNDIO EM REBOCADOR PSV SAI DO CONTROLE, MAS TRIPULAÇÃO SE SALVA



Ontem, dia 19 de Agosto de 2015, por volta das 19:20, o Portal Marítimo, recebeu a informação de que o navio Skandi Stolmen passava por um incêndio na Praça de Máquinas que acabou ficando incontrolável, o que levou o pessoal a abandonar o navio.

O navio estava nas proximidades das coordenadas 22º 22′ S / 040º 24′ W, na área de PCH-1, sob vento de cerca de 30 nós.

Os navios Bourbon Liberty 109 e Sam S. Allgood resgataram os tripulantes das balsas, todos com vida e apenas um deles com quadro de hipotermia e falta de ar.

Bourbon Liberty 109

Sam S. Allgood

O maior perigo foi o fato de que o navio em chamas estava derivando para cima de PCH-1, o que exigiu que o Comandante largasse o ferro, já que a área é de águas rasas.

Garoupa ficou no comando médico da operação.

O Portal Marítimo, recebeu diversos relatos de que o canal 16 ficou uma verdadeira bagunça, não somente com o pessoal que nada tinha a ver com a ocorrência fazendo perguntas desconexas, mas também por gente que resolveu brincar  no canal 16 bem na hora de uma emergência.

Cabe agora à Marinha do Brasil abrir um Procedimento de Inquérito de Acidentes e Fatos da Navegação e o prazo padrão é de 90 dias.
Por Rodrigo Cintra


19.8.15