IATE ENCALHA NA PRAIA DA RESERVA, NO RIO, E TRIPULANTE FICA FERIDO

Dono diz que falta de combustível levou iate a encalhar em praia do rio

Embarcação terá que ser serrada para ser removida da areia.
Acidente levou órgão ambiental a interditar a praia preventivamente
.
Do G1 Rio




O proprietário do iate que está encalhado desde sábado (13) na Praia da Reserva, próximo ao posto 8, na Zona Oeste do Rio, disse que faltou combustível na embarcação, o que a impediu de seguir navegando, terminando encalhada na faixa de areia.

“Falta de óleo. Pensamos que tinha uma quantidade e não tinha. Viemos navegando, ele [o iate] vinha bem. Chegou aqui [na praia da reserva], parou. E no que parou o [vento] sudoeste estava batendo e me jogou na terra”, contou o empresário Luiz Carlos Peixoto de Lima Ramos.
Dono do iate disse que faltou óleo

(Foto: Reprodução / Globo)

Dos três tripulantes que estavam na embarcação, um foi encaminhado para o hospital com ferimentos leves. De acordo com a Marinha, o inquérito administrativo sobre o acidente já foi instaurado. A previsão de conclusão é de 90 dias.


O barco terá que ser serrado para que seja feita a remoção, adiada para esta terça-feira (16). A informação foi dada pelo proprietário. Luiz Carlos Peixoto de Lima Ramos. Segundo a Capitania dos Portos, devido à má condição climática a retirada terá de ser por terra. O barco ficava ancorado no Iate Clube do Rio de Janeirox, na Praia de Botafogo.

Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), técnicos do órgão fazem o monitoramento da embarcação em caráter preventivo para o caso de ocorrer vazamento de combustível, o que não havia ocorrido até as 17h desta segunda.
Saque
No fim de semana, um cinegrafista amador flagrou um homem deixando a embarcação com um saco com objetos. Banhistas gritam, reprovando o que parece ser um saque, mas o homem não se intimidou e ainda desdenhou das pessoas. Segundo a 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), não foram feitos registros de saques à embarcação até esta segunda-feira.
Iate encalhado






O ESTALEIRO PERNAMBUCANO ECOMARINER CONFIRMA PRESENÇA NO SÃO PAULO BOAT SHOW COM NOVIDADES
Rosângela Oliveira 




O estaleiro pernambucano Ecomariner, que começou construindo lanchas de proa aberta e esportivas nos anos 1990, justamente para atender as preferências do usuário das águas quentes do Nordeste, hoje tem uma ampla e variada linha de barcos, que contemplam pequenos modelos a grandes lanchas com flybridge.
Prova disso são os dois destaques do estaleiro para o São Paulo Boat Show. Representantes da Ecomariner estiveram na redação de NÁUTICA, em São Paulo, para divulgar o lançamento da Ecomariner 210, que estará exposta no salão paulista, e da Ecomariner 600 Open, que terá desenhos e detalhes técnicos divulgados, também, durante o São Paulo Boat Show.
A 210, de proa aberta e linhas esportivas, será o grande destaque da Ecomariner para o São Paulo Boat Show. Com 2,20 m de boca e motorização de popa, acomoda até 7 pessoas em passeios diurnos.
O São Paulo Boat Show acontece entre os dias 25 e 30 setembro no Transamerica Expo Center






Entrevista com:
UMA COMANDANTE DE NAVIO QUE NÃO SABIA NADAR
                                                                                        
Primeira mulher à frente de um petroleiro na Marinha Mercante brasileira só aprendeu a nadar 15 dias antes do teste final
Flavia Salme, iG Rio


      Houve um tempo em que mulheres em um navio eram sinal de má sorte, um imã para desastres. Mas, na Marinha Mercante do Brasil, essa superstição já era.

A paraense Hildelene Lobato Bahia, 37 anos, não só cruza os mares em navios de bandeira brasileira como, desde 2009, é comandante de frota. No último dia 1º de julho ela foi novamente escolhida para uma missão inovadora: estará no timão do navio-tanque Rômulo Almeida – que apesar de inaugurado ainda está no estaleiro para demandas da Transpetro – tendo como imediato (o segundo na hierarquia) outra mulher, Vanessa Cunha .

Será a primeira vez no Brasil que os dois primeiros cargos à frente de um navio da Marinha Mercante terão ocupantes femininas. 





IG: COMO É A VIDA NO MAR?

Hildelene: Acho que a maior dificuldade é lidar com a solidão. Tento enfrentá-la com dedicação ao trabalho no dia a dia. A bordo tenho a companhia de todos os tripulantes, conversamos bastante e a integração é muito boa. Aproveito as minhas horas de folga para ler um bom livro ou assistir um filme. Assim que desembarco, programo viagens com a minha família. Tenho a sensação de que me desligo no momento em que deixo o navio, passo a ser mulher, esposa, dona de casa e filha.

IG: A SENHORA É FORMADA EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS. POR QUE INGRESSOU NA MARINHA MERCANTE?

Hildelene: Em 1997 abriram vagas do concurso para oficiais do sexo feminino no Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba), no Pará. Como incentivo ao meu irmão, que tinha o sonho de entrar na Marinha Mercante, fiz a prova. Confesso que achava que tinha sido eliminada na primeira etapa, devido à falta de tempo para os estudos. À noite, cursava o 3° ano de Ciências Contábeis na Universidade Federal do Pará e estagiava pela manhã na Caixa Econômica Federal e, à tarde, na Sudam. Também me preparava para outro concurso (Tribunal Regional do Trabalho de Belém).
Pra minha surpresa, meu irmão foi eliminado e eu, aprovada. O maior desafio foi a prova de natação, pois não sabia nadar. Procurei meu antigo professor de educação física e aprendi em 15 dias. Fui a primeira colocada e depois, na escola, devido ao desempenho, passei a fazer parte do atletismo.

IG: FOI DIFÍCIL CHEGAR EM CASA E COMUNICAR AOS SEUS PAIS QUE MUDARIA DE PROFISSÃO?

Hildelene: Venho de uma família muito humilde, estudava e trabalhava o dia todo (eram dois estágios, saía de casa às 6h30 e só chegava depois das 23h) e a remuneração era muito baixa. Expliquei o que é a formação de um oficial mercante e a preocupação dos meus pais era somente o fato de passar vários meses fora de casa, em viagens pelo Brasil e exterior. Até hoje minha mãe fica aos prantos se fico mais de três dias sem ligar. Meu pai se tornou um dos meus maiores incentivadores e meu fã, guarda todas as reportagens sobre a minha carreira.

É IG: COMO A FORMAÇÃO DE MARÍTIMO? ALGUMA DISCIPLINA LHE CAUSOU MEDO?

Hildelene: A formação durou três anos, entre 1997 e 2000. A grade curricular é um pouco extensa: português, inglês em vários níveis, matemática, física, básico de navegação, navegação astronômica, instalações de máquinas, primeiros socorros básicos e avançados, contabilidade, administração, recursos humanos etc. A disciplina que causou pânico foi a de sobrevivência pessoal, pois estava me recuperando de uma fratura no pé e tive que saltar de uma plataforma de 12 metros.

IG: QUANDO A SENHORA CHEGOU À CONCLUSÃO DE QUE SEGUIRIA NA CARREIRA DE MARÍTIMA?

Hildelene: Em 1998, depois de um ano na escola, fiz o meu primeiro embarque para opção de curso no navio Lindóia, da Transpetro. Senti que na Marinha Mercante poderia conquistar todos os meus objetivos pessoais e profissionais. Pesou também o fato de conhecer as dificuldades do mercado de trabalho, de estar próxima de me formar e ter uma remuneração muito baixa, além da concorrência muito grande na área de ciências contábeis.



IG: QUAL FOI A VIAGEM MAIS LONGA QUE A SENHORA JÁ FEZ?

Hildelene: Foi para Cingapura. Foram mais de 42 dias de travessia. A maior dificuldade é a duração do trajeto.

IG: COMO SE DORME NO NAVIO? HÁ ALOJAMENTOS DIFERENTES PARA HOMENS E MULHERES?

Hildelene: Não há diferenciação de camarote para homens e mulheres. Todos os oficiais e suboficiais possuem banheiros individuais. Somente alguns tripulantes da guarnição (mesmo sexo) dividem banheiro. O camarote do comandante possui algumas particularidades, como sala de reunião, pois ele é o gerente a bordo e responsável em receber as autoridades marítimas.

IG: A SENHORA FOI ATÉ O BAHREIN (GOLFO PÉRSICO)? TEVE ALGO DE INUSITADO NA VIAGEM?

Hildelene: Foi uma grande surpresa, um país muito quente, cerca de 50 graus, e padrões de vida e costumes totalmente diferentes dos nossos. No início (os muçulmanos) paravam para ver uma mulher “dando ordens” dentro de um navio, mas no final tornou-se normal.

IG: DURANTE AS AULAS NO CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR (CIABA) ENFRENTOU PRECONCEITO POR SER MULHER?

Hildelene: Fizeram várias adaptações no Ciaba para entrada do quadro feminino. Inicialmente, ficávamos alojadas no prédio do comando e quatro mulheres dividiam três camarotes, com um banheiro cada. A rotina era igual a dos meninos, tínhamos as mesmas exigências. Não chegou a haver discriminação, mas pelo fato de fazer parte da primeira turma de mulheres, os holofotes sempre ficavam voltados para nós, devido ao fato histórico que estávamos vivendo. Aquilo provocava certo ciúme em grande parte dos homens da nossa turma. Eles diziam que éramos “cafiadas”, termo usado na Marinha para quem possui privilégios.

IG: COMO FOI O PROCESSO QUE RESULTOU EM SUA PROMOÇÃO A SEGUNDO E PRIMEIRO PILOTO?

Hildelene: Dois anos de experiência no mar (não inclui férias e período de repouso em casa).

IG: SEU MARIDO TAMBÉM É MARÍTIMO. COMO O ROMANCE COMEÇOU?

Hildelene: Trabalhei com meu marido a bordo por cerca de dois anos. Ele foi praticante e depois oficial de náutica. Fui convidada para ser a madrinha dele na formatura como oficial, mas devido a uma viagem a Cingapura cancelei o compromisso. Quando retornei ao Brasil fui morar na casa de um amigo, em Niterói. Em uma ocasião, meu marido resolveu fazer uma visita, a partir daí, já estamos juntos há sete anos.

IG: VOCÊS SEMPRE VIAJAM JUNTOS OU PASSAM LONGOS PERÍODOS SEPARADOS?

Hildelene: Trabalhamos em regimes diferentes, mas, quando tem a oportunidade, ele embarca como passageiro. Acho que o maior período que já fiquei sem vê-lo foi cerca de quatro meses.

IG: TEM FILHOS? COMO CONCILIAR MATERNIDADE E A VIDA DE COMANDANTE?

Hildelene: Não, mas planejamos a maternidade há alguns anos. Talvez no final do ano que vem. Pretendo conciliar os meus embarques com a ajuda da minha sogra.
                                 
Extraído de delas.ig.com.br/comportamento



VEJA AS PRINCIPAIS CLÁUSULAS DO  ACORDO COLETIVO -2014/2016 ASSINADO ENTRE OS SINDICATOS E A  ABEAM



1.     Reajuste para o período de 2014/2015 de 7,26% (INPC + 2%);
2.     Reajuste para o período de 2015/2016 de INPC + 1,5%;
3.     Despesas de viagens (custeio de táxi e alimentação) de R$ 150,00 por cada embarque e cada desembarque;
4.      Auxílio-Alimentação no valor de R$ 542,79

5.     Auxílio alimentação com valor máximo de desconto de 2%;      
6.     R$ 12,50 por dia para as gratificações de Panificação e Lavanderia;
7.     Demais verbas corrigidas pelos índices mencionados em “1”; e
8.     Acordo de Manuseio de Carga atualizado e inserido no corpo do próprio ACT.



Mary Maersk

NAVIO BATE RECORDE DE MAIOR NÚMERO DE CONTÊINERES A BORDO EM UMA ROTA ENTRE A EUROPA E A ÁSIA


4

O navio Mary Maersk, de bandeira norueguesa, acaba de bater o recorde de maior número de contêineres a bordo em uma rota entre a Europa e a Ásia. O mais interessante é que ao deixar o porto de Ageciras, Espanha, carregando 17.603 unidades destas caixas de transporte, ele nem estava operando em sua plena capacidade. A viagem teve início em 21 de julho deste ano e o navio partiu rumo ao porto de Tanjung Pelepas, na Malásia.
O Mary Maersk é o terceiro navio da série Triple-E e tem capacidade total para 18.270 contêineres. Segundo a empresa que administra o navio, o maior desafio que esta embarcação encontra não é na navegação, mas sim no carregamento. O problema é que os portos ainda não estão preparados para carregar um navio com tantos contêineres e tanto o porto da Espanha quanto o da Malásia tiveram que receber melhorias para receber o Mary Maersk.
Ainda segundo a empresa, a vantagem de se ter um navio tão grande é na economia das empresas que precisam exportar seus produtos via oceanos. Na viagem do recorde, um pouco mais da metade dos contêineres estavam vazios, eles foram enviados à Ásia para serem usados lá.
Thorvald Hansen, capitão da enorme embarcação, declarou que ele e sua tripulação estão muito orgulhosos de fazerem parte de um recorde mundial. O capitão ainda informa que a travessia do Canal de Suez foi tranquila e tudo está ocorrendo como o planejado.
Após esta viagem o navio continua operando, mas deve demorar um pouco até conseguir superar o próprio recorde.

Fotos: Maersk Line





PRORROGADO PRAZO PARA CONSULTA PÚBLICA DE PRATICAGEM

A Comissão Nacional para Assuntos de Praticagem (CNAP) prorrogou para o dia 24 de setembro o prazo para envio de contribuições referentes à Consulta Pública nº 3 que estabelece os preços máximos para prestação de serviço nas Zonas de Praticagem (ZP) 04, 05, 09, 15, 17 e 21 – englobando áreas nos portos dos estados de Maranhão, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. A prorrogação atende a pedido do setor portuário.

Com isso, a sociedade civil poderá enviar contribuições à proposta até as 18h do dia 24 de setembro de 2014, no endereço eletrônico cnap.consulta@planalto.gov.br. 

O prazo anteriormente definido era 05 de setembro de 2014. A portaria que prorroga o prazo será publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira dia 08 de setembro.

Os documentos pertinentes à consulta pública se encontram disponíveis nos seguintes endereços: htttp://www.portosdobrasil.gov.br ehttp://dpc.mar.mil.br.

A CNAP - composta por representantes da SEP, dos ministérios da Defesa, da Fazenda, dos Transportes e da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) - produzirá um relatório final a ser encaminhado à Diretoria de Portos e Costas da Marinha do Brasil, para que esta, por meio de Portaria, faça a homologação das tabelas de preços máximos.



ENCONTRADO BARCO AFUNDADO DA EXPEDIÇÃO DE JOHN FRANKLIN DE 1845


A história da Expedição Franklin, que fascina os canadenses, ganhou mais um capítulo! Exploradores do país encontraram a carcaça do navio desaparecido em 1845. Foi achado apenas um dos dois navios que se perderam no Ártico. Sir John Franklin e sua tripulação de 128 pessoas embarcaram nos navios britânicos HMS Erebus e HMS Terror para buscar a famosa Passagem Noroeste entre os oceanos Atlântico e Pacífico quando ficaram encalhados no gelo. Todos eles morreram
Para se ter uma ideia da importância do fato, o primeiro-ministro do país, Stephen Harper, foi dar a notícia.
Oficial da Marinha Real do Reino Unido, e explorador experiente, Franklin tinha já efetuado três viagens ao Ártico. Depois de vários incidentes, os dois navios da expedição ficaram presos no gelo no Estreito de Vitória, perto da Ilha do Rei Guilherme.
Foto: The Canadian Press





Funcionários da CODERN em Areia Branca comemoram vitória



CONSAD APROVA PCCS

Depois de ser aprovado pela DIREXE (diretoria executiva) da CODERN, e enviado ao CONSAD - Conselho de Administração da CODERN, finalmente, na reunião do dia, 29.08.2014, após debates e questionamentos, o CONSAD aprovou a nova proposta do Plano de Cargos Carreiras e Salários - PCCS para os portuários da companhia.

O presidente do Sindicato dos Portuários do RN, Silvano Barbosa, juntamente com o presidente da CODERN, Emerson Fernandes, ambos conselheiros desse colegiado, fizeram uma fundamentada defesa e exposição de motivos para os demais conselheiros sobre a importância e a necessidade de aprovação do PCCS para a CODERN.

O Sindicato da categoria, venceu duas etapas importantes: aprovação na DIREXE e CONSAD.

No entanto, ainda existem mais três etapas a cumprir: aprovar o PCCS na SEP (Secretaria de Portos da Presidência da República) e no DEST (órgão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão), ambos em Brasília - DF.

E a última etapa será a implantação do novo PCCS. O Sindicato dos Portuários do RN continuará sua incansável luta para conseguir as aprovações que restam e a implantação desse plano de cargos que é uma conquista tão necessária, aguardada e importante para a categoria.
                                                                                                 
Fonte: SINPORN





 ELEIÇÕES NO SINDICATO DE MÁQUINAS ENCERRAM NESTA QUARTA-FEIRA, 10

LENILTON ATUAL PRESIDENTE ENCABEÇA CHAPA ÚNICA


Lenilton do Vale Souza, irá cumprir o terceiro mandato

O Sindicato dos Aquaviários de Máquinas da Marinha Mercante do Estado do Rio Grande do Norte, com sede estabelecida na cidade Areia Branca/RN, realiza eleições durante o período de 03 a 10 de setembro. Os associados poderão votar até esta quarta-feira, na sede do Sindicato, na Avenida Deputado Manoel Avelino, 211, 1º andar,  próximo à Assembleia de Deus. 
Foi registrada apenas uma chapa, que é encabeçada pelo atual presidente. 
Lenilton do Vale Souza, é Condutor de Máquinas (CDM), funcionário atualmente da empresa Nacional Transportes Marítimos Ltda, pertencente ao Grupo Maranata, de Mossoró. 
O horário de votação é de 08:30 às 11:30 horas. 
A posse da nova diretoria acontecerá no dia 20 de Outubro, cujo mandato será de três anos, a ser exercido no triênio  2014/2017.





APOSENTADORIA ESPECIAL PARA MESTRES DE CABOTAGEM E CONTRAMESTRES
Você sabia que pode ter direito a uma aposentadoria especial que resultará em um acréscimo de 40% no cálculo do seu benefício? Esse direito abrange não apenas a quem já está aposentado, mas também a quem ainda está na ativa (mesmo que não tenha completado o tempo para se aposentar).
Quanto mais rápido você requerer, mais rápido será beneficiado!
O SINDMESTRES indica um escritório de advocacia altamente especializado neste assunto, o MIRANDA AZEVEDO Advocacia Previdenciária, para que você faça valer seus direitos!
Maiores informações, procure o referido escritório no seguinte endereço: Av. Venezuela, nº 27 - 5º andar - salas 526/528 - Saúde - Rio de Janeiro/RJ.
Telefones: (21) 2263-1465 / (21) 2263-1768.
www.mirandaazevedo.com.br
Não perca Tempo!!!!








CENMAR – CENTRO DE ENSINO MARÍTIMO REALIZA NESTA SEGUNDA-FEIRA, 08, AULA INAUGURAL DO CURSO DE COZINHEIRO OFFSHORE






O Centro de Ensino Marítimo Ltda – CENMAR -, convida as autoridades do município e pessoas interessadas, para participarem nesta segunda-feira, dia 08, da aula inaugural do curso de Cozinheiro Offshore.

A solenidade acontecerá às 19:30 horas, no salão nobre do Educandário Nossa Senhora dos Navegantes.



PRAIAS DE  AREIA BRANCA/RN



PRAIA DA REDONDA


 PRAIA DE PONTA DO MEL


PRAIA DO CRISTOVÃO



PRAIA DE UPANEMA


MARÉ  BAIXA – 08:19  HORAS – ALTURA: 0.7 METRO



MARÉ ALTA – 14:24  - HORAS - ALTURA: 3.1 METRO




MARÉ BAIXA – 20:38 – HORAS – ALTURA: 0.6 METRO 

NAVIO-PATRULHA OCEÂNICO “ARAGUARI” SERÁ ABERTO À VISITAÇÃO PÚBLICA NESTE FINAL DE SEMANA NO PORTO DE NATAL

O Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” (NpaOc Araguari), subordinado ao Comando do 3º Distrito (Com3ºDN) será aberto à visitação pública, no porto de Natal, nos dias 6 e 7 de setembro, nos horários entre 14h e 17h. A visitação faz parte das comemorações relacionadas à Semana da Pátria.
O Navio foi transferido para o Setor Operativo no dia 9 de outubro de 2013, no Rio de Janeiro, passando a ficar subordinado ao Com3ºDN e, mais especificamente, ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste (ComGptPatNavNE).
A chegada deste navio marcou um diferencial por ter grande capacidade de permanência no mar, chegando a 35 dias sem necessitar regressar para reabastecer, além de possuir disponibilidade para receber um helicóptero.
Construído no estaleiro de Scotstoun da BAE Systems e finalizado em Portsmouth, no Reino Unido, o NPaOc “Araguari” é o terceiro navio da classe “Amazonas” incorporado à Marinha do Brasil.
A principal característica desses meios é a flexibilidade, possibilitando seu emprego em diversas tarefas, tais como: operações de patrulha naval, assistência humanitária, busca e salvamento, fiscalização, repressão a atividades ilícitas e prevenção contra a poluição hídrica.
Principais características:
• Comprimento Total: 90,5 metros
• Comprimento entre Perpendiculares: 83 metros
• Boca Máxima: 13,5 metros
• Calado: 4,5 metros
• Deslocamento Carregado: 2.170 toneladas
• Velocidade Máxima com 2 MCP: 25 nós
• Raio de Ação a 12 Nós: 5.500 milhas náuticas
• Autonomia: 35 dias
• Capacidade de Tropa Embarcada: 51 militares
• Capacidade de Transporte de Carga: 06 Conteineres de 15 toneladas
• Armamento: 01 canhão de 30mm e 02 metralhadoras de 25mm
• Sistema de Propulsão: 2 Motores MAN 16V28/33D 7.350 HP
• Geração de Energia: 3 Geradores CATERPILLAR de 550 kW
• 1 Gerador CATERPILLAR de 200kW
• Tripulação: 11 Oficiais, 21 SO/SG e 48 CB/MN
Devido às características e limitações do local (banheiros e bebedouros) e peculiaridades do Navio (como existência de escadas para acesso aos compartimentos), recomendamos que sejam evitadas, na visitação, crianças abaixo de 5 anos e pessoas com dificuldades de locomoção.

DIVULGAÇÃO: Com3ºDN

Pesquisar

Loading...

Seguir por e-mail

Acessos